Relato do I SEMU

I SEMINÁRIO DE MULHERES DA UESC
“Desafios da luta feminista: porquê e para que lutamos”
31/OUT e 01/NOV

O I Seminário de Mulheres da UESC - SEMU aconteceu nos dias 31/10 e 01/11, contou com diversas atividades incluindo mesas-redondas e cine-debate e teve como tema os desafios da luta feminista, procurando  abordar em diferentes momentos as opressões ainda vivenciadas pela mulher na nossa sociedade, buscando identificar diretrizes de luta nos mais diferentes contextos.
     O SEMU foi organizado pelo Coletivo Feminista Laudelina de Campos Melo (CFLCM) e pelo Diretório Central das/os Estudantes (DCE) gestão Pensar Coletivo Mobilizando – 2012/2014- e, assim, na mesa de abertura além de  representantes do CFLCM e do DCE, Priscila Figueiredo e Iara Almeida, contou com a presença da diretora do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas, Josane Morais e da reitora da UESC, Adélia Pinheiro.

            Na manhã do primeiro dia ainda aconteceu a mesa-redonda Mulheres protagonizando espaços de luta, com a participação de Valéria Martins, Criscielly Soares, Leila  Ferreira, Hundira Cunha, Nadia Akauã Tupinambá que discutiram o feminismo no mundo e os desafios da mulher negra, mulher do campo e da mulher indígena. Pela tarde a mesa-redonda Mulher, gênero e saúde contou com a participação de Daniele Serafim, Patrícia Michelini, Lacita Skalinski e Marta Alexandrina e foi discutida a liberdade e diversidade sexual da mulher, além de questões ligadas a saúde e ao parto humanizado.  Pela noite assistimos o documentário O aborto dos outros que teve sua discussão iniciada por Milene Ávila.
            Na manhã do segundo dia  discutimos diferentes questões relacionadas ao tema, através da mesa- redonda intitulada Por uma vida sem violência, que teve apresentações e comentários de Saskya Lopes, Amanda Falcão e Camila Pina. Pela tarde a mesa A luta da mulher e os movimentos sociais contou com a presença de Débora Bonfim, Indaiara Silva, Karen Oliveira, Deliana Ricelli, Anaíra Pinheiro, Iara Almeida, Liliane Oliveira, Amanda Cunha, Bruna Rocha e Rita Souza. A noite tivemos uma cultural que possibilitou uma confraternização ainda maior com as/os participantes.

            Nós do CFLCM e do DCE acreditamos que o I SEMU foi um espaço muito rico de discussões e identificação de perspectivas de luta.Agradecemos de todo coração a todas as pessoas que nos ajudaram e colaboraram para que o SEMU acontecesse. E já estamos nos organizando para o II SEMU. Venha construir conosco.  

             Ah, e os certificados já estão prontos! Nos dias 17 e 18/03 a partir das 14h, dê uma passada no DCE. Qualquer dúvida entre em contato com a gente pelo e-mail do coletivo: cflaudelina@gmail.com. Te esperamos no SEMU II!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Relacionamento abusivo

É pela vida das mulheres: A Luta pela autonomia feminina e legalização do aborto.

Coletivo Feminista Laudelina Campos de Melo